Barranca do sétimo rio


Foto: Autoria Desconhecida


Para Aírton Sampaio, Helena Arcoverde, Washington Ramos, João Luís Rocha do Nascimento, M. de Moura Filho, fwilson, Kenard Kruel, Mônica Almeida e Antonio dos Reis.


Emerson Araújo


Não canto o rio, as suas margens caminham terceiros
Não tenho rio, as sua águas barrentas ou não
Não cabem em minha mão.

Mas tenho outro rio subtraído, terra dura
Em dia de sol e suor, blusa cinzenta
Dia de chumbo, odor de alfazema
Lágrima da mulher que perdeu
A dança, intensa candura.

Este rio não sei mais intenso
Nem em segredo, noite no vaga-lume
Vereda e peixe na pedra
E o rio tornado salmo em harpa
Nada mais que intenso.

O rio, meu ou não
Sétimo rio em címbalo de festa
A correr na mulher de cinta carmesim
Barco com direção, vento e tudo
Assoreando barrancas em mim.

Nenhum comentário: