Milton com Disco “E a Gente Sonhando”…

Encontro de gerações. Esse é a palavra chave do novo disco do cantor Milton Nascimento, “..E a Gente Sonhando”. A idéia surgiu quando o compositor folheava uma edição especial da revista “Billboard” sobre música brasileira e descobriu em suas páginas algumas referências de cantores de sua cidade, Três Pontas, no sul de Minas Gerais. Isso foi em 2006, e naquele mesmo ano, durante três dias, o compositor percorreu bares, vendas e fazendas da região, e foi desta maneira informal que ele se deparou com jovens talentos musicais.

Ao todo foram selecionados 25 artistas – entre cantores, instrumentistas e compositores – com uma abrangência musical que passava do rock a ritmos regionais. O destaque ficou por conta das três vozes masculinas que permeiam o disco. Trata-se de Bruno Cabral, 19, Ismael Tiso Jr., 24 e Paulo Francisco, 27, que não só emprestaram suas vozes, como também suas composições a essa nova empreitada.Também estão presentes, músicas inéditas de autoria do próprio cantor e algumas regravações, como “Adivinha o Quê”, de Lulu Santos, “Resposta ao Tempo”, de Cristovão Bastos e Aldir Blanc e “Estrela, Estrela”, de Vitor Ramil. Milton já havia feito um trabalho semelhante com o disco “Pietá”, de 2002, quando contou com a participação das então novatas Simone Guimarães, Marina Machado e Maria Rita.

Pois é, mas Milton Nascimento é mesmo um caso à parte. Trata sua gente como poucos artistas, sempre voltando à raiz e pincelando a história. Um homem que valoriza o seu passado e orgulha-se de suas origens.

0 comentários: