Quando eu te cantar

Imagem in Google

“Os meus lábios exultarão quando eu te cantar, assim como a minha alma, que tu remiste.” Salmos 71:23

Quando eu te cantar
Os pássaros mortos do corredor
Abrirão asas
E o perfume de madeira nova
Será depositado sobre a cama.

Quando eu te cantar
As folhas caídas no quintal
Voltarão a vida
E nenhuma pétala, nenhuma sequer
Ficará perdida sobre a janela.

Quando eu te cantar
Este corpo te ofertará rumorejos
Em cálice de vinho seco
E jovens de novo
Completaremos a terceira lição.

Quando eu te cantar
A minha alma que remiste
Estará atenta
E ficaremos por longo tempo em silêncio
Porque os lábios te exultarão.

Emerson Araújo

Nenhum comentário: