Jesus is love

Foto: Arquivo Google
.
Jesus é Amor

Lionel B. Richie

Pai
Ajude seus filhos
E não os deixe cair
Pelo lado da estrada

E os ensine
A amar uns aos outros
Que o céu achará
Um lugar nos seus corações

Jesus é Amor
Ele não deixará você triste
E eu sei que Ele é meu para sempre
No meu coração

Nós temos que andar
Andar através da tentação
O seu Amor e sua Sabedoria
Serão nossas mãos salvadoras

Eu sei a Verdade
Suas palavras serão nossa Salvação
Ajude nossos corações
A serem gratos e contentes

Jesus é Amor
Ele não deixará você triste
E eu sei que Ele é meu
Bem fundo na minha alma

Jesus é amor
Oh, sim, Ele é
Ele não deixará você triste
E eu sei que Ele é meu, Ele é meu, Ele é meu, Ele é meu
Todo meu
Para sempre, no meu coração
Ajude-me, coração, coração

(Fundo no meu coração)
Eu sei, eu sei, eu sei, eu sei
Seu Amor é Poder (Poder)
Seu Amor é a Glória (Glória)
Para sempre (Sempre e Sempre)

Ooh, yeah (yeah, yeah)
Ooh, yeah (yeah, yeah)
Ooh, yeah, yeah (yeah, yeah)

Eu quero seguir sua Estrela
Por onde ela me levar
E eu não me importo, Senhor
Eu espero que não se importe

Eu quero caminhar com você
E conversar com você
E fazer tudo que queira que eu faça
Porque eu sei que Jesus

(Jesus é amor, eu sei) eu sei, Senhor
(e se você pedir, eu mostrarei)

(Amor é a palavra para sempre) e Sempre e Sempre

Quem pode lhe trazer Amor (Jesus)
Quem pode lhe trazer Alegria (Jesus)
Quem pode mudar sua vida (Jesus)

Ooh, yeah (yeah, yeah)
Yeah (yeah, yeah)
Oh, yeah (yeah, yeah)

Quem vai levantar você (Jesus)
Quando você cair (Jesus)
Quem ficará do seu lado (Jesus)
Quem irá Amar a todos nós

Hey, hey, Jesus (yeah, yeah)
Jesus (yeah, yeah)
Oh, yeah (yeah, yeah)

Uma coisa eu quero dizer
Quem pode Curar o seu corpo (Jesus)
Quem pode te fazer forte (Jesus)
Quem pode te ajudar a agüentar firme (Jesus)

Ooh, yeah (yeah, yeah)
Yeah (yeah, yeah)
Jesus te Ama (yeah, yeah), Jesus quer você
Se você O chamar, Ele responderá

(Jesus) chame Ele de manhã
(Jesus) chame Ele de noite
(Jesus) chame ele meia noite

Hey, hey (yeah, yeah)
Yeah (yeah, yeah)
Yeah, yeah (yeah, yeah)

(Jesus é Amor)

.
No tributo ao cantor Michael Jackson morto em 25/06 do corrente houve um pano de fundo importante que a mídia não fez questão de destacar, ou seja, a força da espiritualidade protestante no evento.

Sabe-se que a sociedade norte-americana foi montada a partir dos princípios doutrinários do puritanismo luterano inglês e irlandês e daí se dizer que a religião oficial deste país é protestante a invadir os lares, política, economia, cultura, escolas, e o modo de agir e pensar, também, da raça negra dessa nação.

E por falar nos negros da terra do "tio sam" estes foram induzidos a despositar seu sofrimento racial e social na esperança de um "Rei" que o levaria ao "seio de Abraão" , o homem escolhido por Deus para gerar sua grande e incontestável nação. Segundo a Bíblia ( o livro de Deus) o povo nascido dessa promessa muito breve estaria destinado a ter um "messias" libertador.
.
Assim e acreditando que o grande "Rei" viria, os negros norte-americanos acabaram trazendo para si esta esperança. Portanto, o "Rei" que é Cristo, o filho de Deus agora se tornaria o libertador da grande maioria dos negros da terra de "tio sam", também.

Nessa perspectiva a Igreja reformada/luterana/evangélica/protestante acabou sendo o "seio de Abraão" aqui na terra para os "blacks" dos Estados Unidos. Foi sempre nesse espaço espiritual que o "modus vivendi" da negritude americana do norte procurou viver, principalmente, através da música e da resistência social e racial contra a opressão e o preconceito.
.
O blues, o jazz, o gospel, o pop, o rock acabaram advindos dos púlpitos de reverendos e pastores comandando a ginga dos seus rebanhos, ou melhor, dos rebanhos do grande "Rei" o Cristo, filho de Deus.
.
Mas voltando ao Tributo a Michael Jackson na última terça-feira próxima passada em Los Angeles, ali ficou comprovada a força da Igreja Evangélica/Protestante/Cristã norte-americana no seio da família negra desta nação através da música e da pregação religiosa messiânica com coloração política de resistência dos reverendos e pastores que agora sobre o corpo frágil do astro negro debulharam as suas utopias para outros rebanhos raciais que caminham para o céu ao encontro do "Rei" , o Cristo, filho primogênito de Deus.
.
Texto: Emerson Araújo

Nenhum comentário: