segunda-feira, 23 de março de 2009

Lutas e Olhares

Imagem: Sem crédito


Emerson Araújo

Sei que a hora não é minha
Mas a luz que impõe o caminho
Não é lâmpada para os pés
Nem raio que cobre a cidade

Sou apenas um pobre cantor
Que não decifra sábados e domingos
Mas burila labirintos
Entre lutas e olhares

Sou apenas um pobre cantor
Que não dedilha harpas
Nem sacoleja címbalos
Nas farpas derrubadas

Sei que a hora não é minha
Mas sorvo lentamente
Sete taças de licor
Nas águas temporãs de março
Na mulher que eu amo.

0 comentários: