Cuba patenteia vacina terapêutica contra o câncer de pulmão


POR IRIS ARMAS PADRINO

• A primeira vacina terapêutica para o tratamento do câncer avançado de pulmão foi patenteada em Cuba e é a única registrada no mundo para este tipo de tumor maligno, noticiou a Agência de Informação Nacional.

"Sob o nome de Cimavax EGF, esta vacina imunogênea é de provada eficácia e aumenta a possibilidade de sobrevida e a qualidade de vida dos pacientes que sofrem esta doença", disse a gerente do projeto, a doutora em ciências biológicas, Gisela González.

A especialista explicou à imprensa que esta vacina foi fabricada no Centro de Imunologia Molecular (CIM), uma das instituições insígnias do Pólo Cinetífico da capital do país.

"O primeiro teste clínico em Cuba foi feito, em 1995, a mais de 400 pacientes com esta doença em estágio avançado, que receberam com antecedência tratamento convencional com quimioterapia ou radioterapia", enfatizou.

"Entre as vantagens do medicamento sobressaem a diminuição ou eliminação da falta de ar, os doentes ganham peso, melhoram o apetite, a dor torna-se controlável, podendo se inserir na vida social", disse.

Sublinhou que a vacina, que provoca resposta imune e não tem efeitos severos, é composta por proteínas, uma pelo fator de crescimento epidérmico e pela P-64 K, da membrana, as duas obtidas a partir de recombinantes no Centro de Engenharia Genética e Biotecnologia.

González afirmou que se realizaram cinco testes fase I, dois testes fase II terminados um em Cuba e outro no Canadá e na Inglaterra.

De acordo com os resultados dos testes clínicos da fase II, constatou-se benefício clínico nesses pacientes, em comparação com os que não foram vacinados, razão pela qual foi solicitado patenteá-la na empresa regularizadora cubana.

Anunciou que se está realizando o terceiro teste clínico a 579 pacientes em onze hospitais do país e prevê-se, para gosto deste ano, dar início às pesquisas da fase II no Peru e, posteriormente, na China.

A diretora de Pesquisas Clínicas do CIM, doutora Tania Crombet, ressaltou que cientistas cubanos pesquisam a Cimavax EGF para aplicá-la a outros tumores de origem epidemóide (sólidos) e demonstraram sua utilidade em neoplasmas de pulmão, de cabeça e garganta, de cérebro, gástrico, de mama, de ânus, de próstata, de colo do útero, de bexiga, de ovário e de pâncreas.

Cuba, desde 1992, começou a fazer estudos com esta vacina, que incluiu os testes pré-clínicos, de animais de laboratório e, em 1995, o primeiro teste clínico. •

Nenhum comentário: