Carta aberta a Kenard Kruel e Chico Castro




Fotos: arquivos pessoais

Caríssimos Kenard e Chico,

Volto a me referi sobre a publicação do e-mail que o poeta/pesquisador Chico Castro dirigiu a mim recentemente e que trouxe a tona algumas reflexões sobre o meu blog e, principalmente, sobre o SALIPI.

De fato, kenard Kruel, o e-mail enviado por Chico Castro foi publicado no meu blog mais como forma de mostrar que esta ferramenta está sendo lida por pessoas como ele, um homem das letras em tempo integral. A titulação de "carta aberta" foi posta por você no seu blog horas depois.

De fato, Chico Castro, o e-mail tinha e tem endereçamento particular, mas senti o desejo de colocá-lo a público por razões já ditas em postagens anteriores, tais como a visão crítica sobre o meu blog e, acima de tudo, uma breve reflexão sobre algumas iniciativas culturais que nos interessam, o SALIPI, por exemplo. As questões pessoais não são o foco central, apesar de que algumas mexem em atitudes que devem ter outro rumo e feridas que precisam ser saradas para que se possa continuar sempre. Publiquei no meu blog, também, por outra razão mais significativa pra mim, a liberdade de expressão. Defendo-a com unhas e dentes diante de uma imprensa piauiense amordaçada e de jornalistas formados em escolas que lhes tiraram a capacidade crítica e criativa, tiraram a leitura ampla, também.

Por fim, Chico Castro e Kenard Kruel, continuarei a favor da liberdade de expressão no meu blog e quanto ao SALIPI encerro minha discussão sobre o mesmo, apenas deixo a cargo dos seus organizadores se mudam de rumo ou não. Não tenho grandes preocupações em inteferir num ambiente cultural que se reduziu a "roda de capoeira", "tambor de crioula", "hip hop" e seminários vazios pagos pelo dinheiro do contribuinte. Isso não é preconceito, apenas enxergar mais longe e acreditar que cultura/arte devem está acima dos oportunismos e da falta de sensibilidade criativa de quem está a frente daquilo que hoje se chama de políticas públicas de cultura (ridícula esta expressão pomposa do arremedo de esquerda) implantado por aqui.

Ps. Kenard Kruel, desculpa, mas fui embora daquele jeito domingo do auditório torquato neto porque não gosto do que está fazendo aquela senhora de fita branca na cabeça parecendo a mama do nada.


Nenhum comentário: