quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Airton Sampaio disse...


Amigo Emerson, há tantas verdades duras, mas verdades, nesse e-mail do poeta Chico Castro para vc que eu, se enviado o fosse a mim, não sei, na minha extrema covardia, se o postaria.

É que por aqui na Fazenda Piauí se sacraliza tanta gente que qualquer verdade dita, ao invés de gerar a necessaria reflexão, produz é inimizade e rebanadas infantis.

O Salipi há muito que precisa ser repensado em vários aspectos, como por exemplo a presença de tantos forasteiros medíocres, mas se se dizer isso lá vem a eterna ladainha de que se se está boicotando o Salão etc, etc, etc.

Está também comercial demais, apesar das despesas, ninguém desconhece, serem elevadas. Depois, quem faz faz PORQUE QUER: então seria bom parar com essa história de Dom Quixote (eu nunca acreditei nessa idiotice que para mim só cria um vitimismo lamentável) e de se ficar com beicinhos amuados de meninosinhos com calundus a qualquer crítica, por menor ou maior, justa ou injusta, que seja.

Verdades, verdades, verdades... Verdades tão verdadeiras quanto a importância imensurável do Salipi, que só não pode estar é acima do bem e do mal porque A ou B participa "quixotescamente" da sua organização.

Se há tanto sofrimento assim na realização do Salipi (aposto que dá mais prazer que dor!), então, ora bolas, que se não o faça. O que não dá pra aguentar é o nhenhenhém lamentoso de todo ano, assim como ocorre com o Salão de Humor...

Quando é que vamos nós, principalmente eu, ficar adultos? Abração!

0 comentários: